Ibracadabra melhor que Harry Potter

Sinsalabim

A biografia de Ibrahimovic ainda nem esta à venda, mas, segundo o “Tuttosport”, já é mais vendida que o último livro do Harry Potter. Quem é mais poderoso na mágica: Harry ou Zlatan? Eu fico com Zlatan.

http://www1.folha.uol.com.br/esporte/999561-atacante-do-milan-promete-falar-de-desafeto-do-barca-em-biografia.shtml

Éder Fantoni
@ederfantoni

Anúncios

No compasso dos ponteiros

A Lazio parece realmente disposta a estar entre os grandes da Série A nesta temporada. Foi a quarta vitória seguida fora de casa – de cinco no Campeonato Italiano. Com o triunfo, chegou a 18 pontos e continua ao lado da Udinese na segunda colocação. Atrás apenas da Juve. Boa vitória na Sardenha, com gols de Lulic, Klose e Rocchi. Este último marcou seu centésimo gol com a camisa biancoceleste.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Um gol para Mihajlovic

Seriamente ameaçado no cargo, o técnico Sinisa Mihajlovic precisava de uma vitória contra o Genoa, neste domingo, para aliviar sua situação na Fiorentina. E conseguiu. O treinador deve uma caixa de cerveja a Lazzarri, que marcou o único gol da partida e salvou a pele de Sinisa. O técnico enfrentou vaias por parte do estádio. Vooooolta, Prandelli!!!

Éder Fantoni
@ederfantoni

A Velha apunhala Milão

Depois de o Milan sentir a força da Vecchia Signora – foi derrotado em Turim, na sexta rodada -, agora foi a vez de a Inter sofrer nas mãos dos bianconeri. Mesmo jogando no Giuseppe Meazza, a Juve mostrou que voltou a ser grande. Bateu uma tonta Inter, é verdade, mas mostrou personalidade e voltou a liderar o Campeonato Italiano. Gols de Vucinic e Marchisio. Maicon marcou em vão. Não é a Juventus dos sonhos. Mas o scudetto, que há algum tempo não passava de exatamente um sonho, hoje é algo que está vivo na cabeça  do torcedor juventino.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Milan na cabeça

É verdade. Para vencer, é preciso usar a cabeça. Pensar. Não necessariamente. É preciso também um bom aproveitamento nos cruzamentos. Perfeito para o Milan. O time rossonero usou e abusou das bolas cruzadas na área e bateu a Roma com três gols de cabeça: Ibra (2) e Nesta. A Roma caiu mais uma vez no Olímpico. Segunda derrota consecutiva no Campeonato Italiano. O Milan, ao contrário, conheceu seu quarto triunfo seguido. E viu Luis Enrique perdoar Tassotti…

Éder Fantoni
@ederfantoni

Catacumba

Ninguém aposta muito pelo Catania, mas o fato é que o time está em alta no Campeonato Italiano. Tem 14 pontos e já tirou pontos da Juventus e da Internazionale. Agora pode incluir o Napoli nessa lista. Cavani precisou de menos de um minuto para iludir o torcedor napolitano. Marchese e Bergessio colocaram as coisas em seu devido lugar no Angelo Massimino, onde o Catania está invicto. O Napoli jogou o segundo tempo inteiro com um jogador a menos. Santana foi expulso. Azar de Mazzarri.

Éder Fantoni
@ederfantoni 

Aquilani… Cavani, Cavani, Cavani

Um contra três é sacanagem. Na verdade, o jogo entre Napoli e Milan teve um confronto particular entre dois jogadores, mas Cavani foi muito para Aquilani. O meio-campista rossonero foi o único que se salvou do tropeço. Muito feio, por sinal.

Já Cavani mostrou que pode fazer até mais que um Barcelona. Até Gargano, no segundo gol, percebeu que poderia abrir uma avenida no esburacado meio de campo do Milan. Grande Napoli. Vitória de respeito.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Os dois lados (iguais) da moeda

O jogo entre Inter de Milão e Roma, no sábado, no San Siro, foi aquilo que já esperávamos. Vimos que uma moeda tem dois lados iguais. Ambos os clubes trocaram recentemente de técnico e estão pagando ainda pela falta de conjunto e entrosamento. Ah, e reforços, claro.

No caso da Roma, os dois primeiros fatores estão pesando mais. Porque DiBenedetto gastou 78,6 milhões de euros (R$ 182 milhões) no mercado. Mas Luis Enrique ainda não achou o “feeling” da equipe. Resultado: eliminação precoce na Europa League e uma derrota e um empate na Série A.

Gasperini está sentindo na pele o que é dirigir a Inter. O discurso no momento é: “Estamos tomando forma partida após partida. Estamos crescendo”, disse Gasp. Ok, mas para ganhar do Trabnãoseioque, o time aqui do meu bairro ganharia, meu caro.

Vale lembrar que os nerazzurri perderam Eto’o e não trouxeram nenhum grande substituto. Preocupante. Inter e Roma ainda procuram o melhor caminho a trilhar. Mas que não demore muito, por favor.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Plano Barça já em dúvida

Todos querem ser um Barcelona. A Roma não é diferente. Para isso, trouxe Luis Enrique. Mas o treinador, pelo menos até agora, não mostrou absolutamente nada de diferente do que já fez Ranieri ou Montella. E já começam a surgir as dúvidas sobre o seu trabalho.

O time giallorosso deu um vexame na Liga Europa: foi eliminado pelo… Nem lembro. Na primeira rodada do Campeonato Italiano, perdeu para o Cagliari, como você pode ver no vídeo acima. Luigi Cagni, ex-técnico de Parma e Empoli, entrevistado pela Rádio Ies, disse o seguinte em relação a Luis Enrique:

“Não trouxe nenhuma novidade. Não há novidade no futebol. Luis Enrique não trouxe posse de bola. Nem mesmo a pressão. Sacchi já fazia isso. O erro jornalístico foi ter feito Luis Enrique um fenômeno capaz de trazer novidade. Os treinamentos que ele faz, eu fazia há trinta anos”.

Não gosto dessa avaliação imediata. O treinador espanhol precisa de tempo. Mas a Roma não pode sair da Liga Europa da forma que saiu. Isso é inadmissível. Ainda depois, jogou mal contra o Cagliari. De todo modo, é preciso agora dar tranquilidade a Luis Enrique. E dizer também que o futebol italiano não é o espanhol. Por isso não adianta trazer tudo que a Espanha tem. Nem tudo vai funcionar.

“Na Itália não se pode jogar o futebol espanhol. Nós temos uma cultura diferente. Mas não nós treinadores ou os jogadores. A cultura é diferente, o torcedor é diferente. O Campeonato Espanhol na Itália não teria o mesmo sucesso. A agressividade, tudo bem, mas nós queremos os ataques velozes, a conclusão mais rápido possível”, completou Cagni.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Na pegada bianconera

A manhã de domingo foi especial para a Juve. Primeiro jogo oficial em seu novo estádio e uma vitória para começar o campeonato com o pé direito. É muito cedo para dizer até onde essa Juventus pode ir. Mas a primeira amostra foi boa. E com boa participação do meia Vidal. Pelo menos nesse início, estou gostando deste jogador.

Éder Fantoni
@ederfantoni