Inter

inter_logo

Nome: FOOTBALL CLUB INTERNAZIONALE MILANO

Fundação: 1908

Site oficial: www.inter.it

Apelido: Beneamata, Nerazzurri

Presidente: MASSIMO MORATTI

Estádio: GIUSEPPE MEAZZA (SAN SIRO)

Capacidade: 85.700

Técnico: GIAN PIERO GASPERINI

Principais conquistas:

CAMPEONATO ITALIANO (18)

1909/1910 1952/1953 1970/1971 2007/2008
1919/1920 1953/1954 1979/1980 2008/2009
1929/1930 1962/1963 1988/1989 2009/2010
1937/1938 1964/1965 2005/2006
1939/1940 1965/1966 2006/2007

UEFA CHAMPIONS LEAGUE (3)

1963/1964 1964/1965 2009/2010

COPA DA ITÁLIA (7)

1938/1939 2004/2005 2010/2011
1977/1978 2005/2006
1981/1982 2009/2010

COPA DA UEFA (3)

 1990/1991 1993/1994 1997/1998

MUNDIAL INTERCLUBES (2)

1963/1964 1964/1965

SUPER COPA DA ITÁLIA (4)

1989 2006
2005 2008

HISTÓRIA

A Internazionale de Milão foi fundada no dia 9 de março de 1908 por 43 ex-sócios do Milan. A ideia era formar um clube com critérios diferentes, menos rígido e aceitar jogadores estrangeiros, o que não era permitido no arqui-rival. A escolha do nome se deve justamente a este fato.

O principal fundador foi o jovem Giorgio Muggiani e foi ele que escolheu as cores azul e preto para o uniforme da equipe. O primeiro presidente foi Giovanni Paramithiotti. E o primeiro scudetto chegou já em 1910, dois anos após a fundação.

Depois foram 10 anos de jejum. Em 1920, a Inter conseguiu seu segundo título italiano. Em 1921/22, o time se livrou por pouco do rebaixamento – a Internazionale é a única esquadra italiana que jamais caiu para a Série B. No período do regime fascista, o clube foi obrigado a mudar de nome, pois a denominação “internazionale” não era bem vista.

Sendo assim, em 1928 foi anunciado o acordo com outro clube da cidade, o Unione Sportiva Milanese. O nome mudou para Società Sportiva Ambrosiana – que depois seria modificado para Ambrosiana-Inter. O uniforme também sofreu alteração: camisa branca com uma cruz vermelha, o símbolo da cidade de Milão.

E assim foi até 1945. Até esse período, o clube venceu mais três títulos do Campeonato Italiano: 1929/30, 1937/38 e 1939/40. Em 1938/39, conquistou pela primeira vez a Copa da Itália. Tudo isso com Giuseppe Meazza no time, um dos grandes ídolos da torcida nerazzurra.

A Inter só voltaria a conquistar o scudetto em 1952/53 – com este time surgiu o “catenaccio”, a arte de saber defender. Seria bicampeão italiano na temporada seguinte. Em 1955, Angelo Moratti chegou à presidência. Os anos 60 talvez seja o período mais importante para a nação interista.

Foram três títulos da Série A: 1962/63, 1964/65 e 1965/66. No entanto, o que mais contou foram as duas conquistas da Liga dos Campeões da Europa. Em 1963/64, o time nerazzurro perdeu o título do Campeonato Italiano para o Bologna. Mas esta temporada reservou uma vitória bem mais cobiçada.

Em 27 de maio de 1964, a Inter enfrentou o Real Madrid na final da Copa dos Campeões, em Viena, na Áustria. O time espanhol era o favorito, pois tinha Puskas e Di Stefano. Já a equipe italiana era jovem e inexperiente. E foi como todo torcedor nerazzurro esperava:

Tagnin anulou Di Stefano e Guarneri não deixou Puskas jogar. Mazzola (2) e Milani marcaram os gols que garantiu o placar de 3 a 1 e o primeiro título europeu. Depois veio a vitória no Mundial contra o Independiente, da Argentina. A temporada seguinte foi ainda melhor.

A Inter conquistou seu 9º scudetto e chegou mais uma vez à final da Copa dos Campeões. Dessa vez contra o Benfica, de Eusébio. Resultado simples, 1 a 0, gol de Jair, e a Europa se pintava de nerazzurro novamente. No Mundial, o Independiente foi o adversário mais uma vez e a Inter venceu. Em 1968, Angelo Moratti deixou a presidência para Ivanoe Fraizzoli.

Os anos já 70 começaram com a conquista de um scudetto, em 1970/71. Porém, a Inter só voltaria a vencer o Campeonato Italiano novamente na temporada 1979/80. Antes disso, em 1977/78, conseguiu o segundo título da Copa da Itália. Em 1981/82, a terceira conquista.

Em 1986, o clube contratou o técnico Giovanni Trapattoni. Na sua primeira temporada esteve perto de conquistar o scudetto, mas terminou em terceiro lugar. Neste time, o destaque era o goleiro Walter Zenga, um dos grandes ídolos da torcida nerazzurra.

Em 1988/89, com Zenga no time, além dos zagueiros Bergomi e Ferri e o meia alemão Lothar Matthaus, a Inter venceu o scudetto com nove pontos de vantagem sobre o Napoli. Foi o chamado “scudetto dos recordes”, já que nenhuma outra equipe conseguiu ser campeão com 58 pontos – naquela época a vitória valia dois pontos.

Porém, começaria aí tempos difíceis para a Inter. A era Trapattoni se encerrou com a conquista da Copa da Uefa em 1990/91. Após este último scudetto, o clube ficaria nada mais nada menos do que 16 anos na fila. Nesse período foram três títulos da Copa da Uefa e um da Copa da Itália.

Em 1995, a família Moratti voltou ao comando do clube com Massimo, filho de Angelo. Era o sonho de a torcida ver os Moratti novamente na presidência. Em 1997, a diretoria, juntamente com a ajuda da patrocinadora Pirelli, fez uma contratação de peso: Ronaldo. O brasileiro ajudou o time a conquistar a Copa da Uefa e ganhou o prêmio Bola de Ouro.

Em 1999, Vieri foi contratado para formar um das duplas mais fortes da época com Ronaldo, mas o dentuço teve graves lesões no joelho. Em 2001/02, um dos campeonatos mais cruel para a torcida interista. Bastava uma vitória na última rodada para conquistar o scudetto.

Mas a derrota sofrida para a Lazio, por 4 a 2, no Estádio Olímpico de Roma, acabou com o sonho dos nerazzurri. Juve campeã. Em janeiro de 2004, Massimo saiu da presidência e entregou o cargo a Giacinto Facchetti, que acabou falecendo em setembro de 2006.

Em 2004/05, a Inter venceu pela quarta vez a Copa da Itália. Em 2005/06, o clube finalmente saiu da fila, graças aos problemas de armação de resultados na qual foi envolvido Juventus, Milan e Fiorentina. A Inter, que havia ficado em terceiro lugar, herdou o título da Juve. Nesta mesma temporada, conquistou sua quinta Copa da Itália.

Começaria aí uma hegemonia nerazzurra. Com Roberto Mancini no banco e depois José Mourinho, o clube conquistou mais três títulos consecutivos: 2006/07, 2007/08 e 2008/09. Assim, a Inter alcançou o Milan no número de títulos da Série A: 17 para cada um.

_________________________________________________

HINO DA INTERNAZIONALE


_________________________________________________

LOCALIZAÇÃO

Cidade: Milão Milano - Stemma
Região: Lombardia
Província: Milão stemma

mapa_milao

Loucos pelo Calcio

Anúncios

Um comentário em “Inter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s