Valeu a pena esperar

O Campeonato 2011/12 começou bem. Valeu esperar. Grande jogo no estádio San Siro: Milan 2 x 2 Lazio. Partida aberta, com bons lances e várias oportunidades de gol. Se for assim o ano todo estamos bem.

A nova dupla de ataque da Lazio funcionou bem: Klose e Cissè marcaram. Do outro lado, pontos também para Ibrahimovic e Cassano. Um gol para cada. Tenho a expectativa de um campeonato melhor para o time da capital italiana em relação ao último.

Mostrou poder hoje. Embora não tenha conseguido segurar os rossoneri depois de abrir 2 a 0 no placar. Faltou maturidade. O Milan teve um ataque com boa movimentação. Aquilani teve uma atuação legal. Cassano deu uma assistência e marcou um gol.

Mas, em compensação na defesa, o time de Allegri mostrou que tem muito ainda a evoluir. Falhou demais, deixou muitos espaços, faltou atenção. Se for assim contra o Barcelona, toma uns cinco ou mais.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Il ritorno

A Seitiro, a bola do Campeonato Italiano 2011/12

Amici, volto a postar aqui no Loucos pelo Calcio a partir de
hoje. Nesta sexta-feira, finalmente a bola rola para Milan e Lazio. O blog está
de cara nova, mas vai continuar na mesma pegada da temporada passada.
Continuarei a cornetar e a colocar os vídeos com os gols e análises dos
principais jogos da Série A. Aqui está o meu Twitter e aqui está a página
do Loucos pelo Calcio no Facebook (curta). Logo vou colocar muito mais lá. E aqui
também, claro. Amanhã cedo já tem novo post. E depois volto para falar do jogo
entre Milan e Lazio. Quem vai parar os rossoneri?

Éder Fantoni
@ederfantoni

por Éder Fantoni Postado em Calcio

Hora da macarronada

Amici, foi muito bom dividir com todos vocês mais uma temporada do futebol italiano. Agora, é hora de dar uma pausa. O blog está oficialmente de férias. Volto em breve. Buona giornata a tutti. Siamo noi!!!

Éder Fantoni
@ederfantoni

Tutto rossonero

Capa do jornal La Gazzetta dello Sport deste domingo

Capa do jornal Corriere dello Sport deste domingo

Éder Fantoni
@ederfantoni

por Éder Fantoni Postado em Calcio Com a tag

18 vezes Milan

A metade vermelha de Milão não dorme tão cedo neste sábado. É festa. Sete anos depois, a Itália se pinta novamente de vermelho e preto. 18 vezes Milan. Do jeito que o Diavolo gosta. No vídeo, um clipe especial da festa em Roma. Barbara Berlusconi em campo. Galliani pulando. Dez mil torcedores rossoneri no Olímpico. Tutto Milan!!!

Éder Fantoni
@ederfantoni

por Éder Fantoni Postado em Calcio Com a tag

Cinquina rossonera

Ibracadabra

Das defesas difíceis de um goleiro criticado antes do início da temporada a um atacante ex-interista recebido com festa. Pode ser meio injusto destacar alguns jogadores, mas aqui vai a “cinquina rossonero”. Os cinco jogadores determinantes para o Milan na temporada.

1 – Ibrahimovic
Ibra chegou como o atacante que o Milan precisava. E não decepcionou. Ok, vamos descontar aqui as duas expulsões bobas neste fim de campeonato, mas se não fosse o sueco, o Milan talvez não tivesse esse sucesso na temporada. É um diferencial, titular absoluto, sem contestar.

Faz gol e dá assistência. É imprevisível e técnico. Quem não quer Ibra? Só o Barcelona. Nesta temporada, marcou 14 pelo Campeonato Italiano, quatro pela Champions League e dois pela Copa da Itália. Depois de cumprir dois jogos de suspensão, ele voltou contra a Fiorentina e participou de forma decisiva nos dois gols da vitória por 2 a 1. Nesse fim, o grupo formado por Allegri soube levar o barco sem Ibra. No começo, ele foi o grande comandante.

2 – Thiago Silva
Antes do início da temporada, o Real Madrid chegou a falar com Berlusconi para ceder o zagueiro Thiago Silva. O patrão rossonero não deixou. Sábia decisão. Baresi (salve, mito) Maldini, Costacurta, Nesta e… Thiago Silva. É o passado no presente. Preparado para o futuro.

Thiago Silva teve uma temporada espetacular. Ao lado de Nesta, formou uma defesa segura. Já disputou 31 partidas no Campeonato Italiano, atrás apenas de Robinho e Abbiati. Ponto fundamental para o título rossonero. Baresi está orgulhoso.

3 – Abbiati
Aposto que em algum jogo contra a Inter, você deve ter visto em algum site comparação entre os jogadores dos dois times e, no gol, a diferença tenha sido a maior. Julio Cesar x Abbiati. O currículo pode ser diferente, a técnica também, mas não dá para chegar aqui e não falar bem de Abbiati.

Quando a bola passou por Neste e Thiago Silva, lá estava ele. Foram poucas falhas na temporada. Contra o Brescia, na penúltima rodada, fechou o gol. Contra a Roma, garantiu o scudetto.

4 – Pato
Pato brigou contra as contusões durante toda a temporada. E venceu a batalha. Pelo Campeonato Italiano, foram 23 jogos e 14 gols. Ótima marca. Contra a Inter de Milão, fez dois. Um jogo que elevou a moral do Milan e fez o time ganhar uma plena confiança até chegar na antepenúltima rodada.

Sem Ibra, ele assumiu o comando do ataque. Mesmo com o tormento das lesões, manteve a forma e fez a torcida não sentir falta de Ibrahimovic.

5 – Boateng
O “Trem sem Freio” foi uma das gratas surpresas de Allegri. Ganhou seu espaço no meio de campo graças à sua vontade e obediência tática. Foram três gols em 25 partidas. Mas a diferença não são os gols, e sim a maturidade com que Kevin Prince ganhou um lugar cativo na equipe.

Soube como carregar Ibrahimovic, Pato e Robinho no ataque. Chegou forte – às vezes até demais – quando precisou, ajudou na marcação e mostrou que nem sempre é preciso um Sneijder no meio de campo para fazer o time render. Grande, Boa!

Éder Fantoni
@ederfantoni

A festa em frases

Allegri: “Devo agradecer todos aqueles que trabalharam comigo: os jogadores, o presidente, que me deu um grande time. Os jogadores foram geniais. Vencer o scudetto no primeiro ano é um grande prazer”.

Inzaghi: “É um grande prazer, mesmo que este ano fiquei por muito tempo parado. É um troféu a mais. Estou muito contente. Não vejo a hora de comemorar com nossos torcedores. Agora espero poder jogar pelo menos um minuto em San Siro. O futuro? Quero terminar minha carreira aqui”.

Seedorf: “Esses momentos são os mais bonitos. Quero pensar apenas sobre aquilo que significa para o Milan vencer. O grupo vai crescer muito depois dessa vitória. Agora, queremos a Copa da Itália, é importante para esta temporada”.

Galliani: “Fantástico. Merecemos muito o scudetto. Começamos em julho com a ideia do scudetto e conseguimos. O Scudetto continua em Milão, mas finalmente é rossonero. Allegri foi bravo”.

Pirlo: “Eu tive uma temporada sem sorte, nunca aconteceu isso em 10 anos de Milan, mas este final paga todos os esforços. A Inter era o time a bater e era a equipe mais forte”.

Thiago Silva: “Este campeonato é o mais difícil, é muito competitivo. [No Milan] não tem apenas um jogador scudetto, foi toda a equipe. Trinta jogadores fizeram um trabalho estupendo. Eu quero vencer tudo. Agora quero a Liga dos Campeões”.

Zvone Boban (ex-jogador do Milan): “Allegri mereceu este scudetto. Realmente muito bom”.

Nesta: “Estivemos na ponta o ano todo, sofremos bastante, mas foi muito bom. Os jogadores decisivos desse scudetto? Ibra e Thiago Silva”.

Pato: “Emoções fortes, primeira vez que venço o campeonato, quero apenas festejar”.

Montella (técnico da Roma): “Hoje em campo tivemos a confirmação que o Milan merece o scudetto”.

Torcida em Duomo: “I campioni dell’Italia siamo noi”.

Silvio Berlusconi: “O scudetto se vence com a equipe, todos mereceram. Abbiati foi excelente, mas também Abate como revelação. No centro da defesa, Nesta e Thiago Silva. Na frente, Pato e Ibra foram grandes. Allegri pode continuar a série de grandes treinadores do Milan. Tenho uma grande relação com ele”.

Éder Fantoni
@ederfantoni

por Éder Fantoni Postado em Calcio Com a tag