Um gol para Mihajlovic

Seriamente ameaçado no cargo, o técnico Sinisa Mihajlovic precisava de uma vitória contra o Genoa, neste domingo, para aliviar sua situação na Fiorentina. E conseguiu. O treinador deve uma caixa de cerveja a Lazzarri, que marcou o único gol da partida e salvou a pele de Sinisa. O técnico enfrentou vaias por parte do estádio. Vooooolta, Prandelli!!!

Éder Fantoni
@ederfantoni

Hamsik mantém o passo

Napoli 1 x 0 Genoa
Hamsik (N)

Depois de duas derrotas consecutivas, o Napoli finalmente voltou a vencer. Graças a Hamsik, que marcou o único gol da partida. Assim, o time napolitano está praticamente garantido na próxima Liga dos Campeões. Mas já é tarde para falar em scudetto.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Vecchia brigadora

Juventus 3 x 2 Genoa
Bonucci (contra) (G), Rossi (contra) (J), Floro Flores (G), Matri (J), Toni (J) 

Mesmo estando duas vezes atrás do placar, a Juventus mostrou neste domingo que pode ser a velha e boa Juventus, pois mostrou grande personalidade ao virar uma partida que parecia bem encaminhada para o Genoa. Com o triunfo, a Juve foi a 51 pontos e está a seis da Lazio, quarta colocada, na luta por uma vaga na Champions League.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Água nada fresca

Genoa 0 x 1 Cagliari
Acquafresca (C)

No duelo rossoblú, melhor para o da Sardenha. O Cagliari foi até o Marassi e bateu o Genoa por 1 a 0, com gol de Acquafresca, ex-jogador do próprio Genoa. O atacante não foi nenhum pouco gentil no seu retorno ao Luigi Ferraris. E o que significa esse jogo? Quase nada. Retrata apenas a temporada decepcionante do Genoa, time que eu esperava muito mais, mas muito mais. 

Éder Fantoni
@ederfantoni

Avalanche nerazzurra

Inter 5 x 2 Genoa
Palacio (G), Pazzini (I), Eto’o (2) (I), Pandev (I), Nagatomo (I), Boselli (G)

A Internazionale levou um susto quando Palacio abriu o placar para o Genoa, mas, no segundo tempo, a avalanche nerazzurra caiu sobre a cabeça dos jogadores do time rossoblú. Em dois minutos, a Inter conseguiu a virada e depois não teve dificuldades para golear o Genoa, numa reação incrível no Giuseppe Meazza.

Até Nagatomo marcou. Leonardo bateu recorde: 33 pontos nas suas primeiras 13 partidas no comando da Inter. Nenhum outro treinador conseguiu tanto como o brasileiro. O time nerazzurro respondeu com firmeza ao triunfo do Milan sobre a Juventus, no sábado. O scudetto está em aberto. Viva “Etomico”.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Yes, we can… They don’t

Genoa 4 x 3 Roma
Mexes (R), Burdisso (R), Totti (R), Palacio (2) (G), Paloschi (2) (G)

O Genoa conseguiu uma virada espetacular no Marassi, que nem mesmo Barack Obama poderia imaginar. Mas pode acreditar: de 0 x 3 para 4 x 3. Delírio absoluto no Luigi Ferraris. Uma virada histórica para ficar na memória do torcedor rossoblú, justamente depois da vitória no dérbi contra a Sampdoria, no meio de semana.

A Roma? Uma decepção do tamanho da capital italiana. Depois de perder para o Shakhtar, em casa, pela Liga dos Campeões, agora mais essa. Ranieri não suportou a derrota vergonhosa e pediu demissão. É, parece que já não havia mais clima. Torcida em pé de guerra em Trigora. Que fase. Vem Montella? 

Éder Fantoni
@ederfantoni

Marekiaro que é permitido sonhar…

O sonho do Napoli em conquistar o scudetto é maior que um Genoa mais uma vez decepcionante. O time de Walter Mazzarri foi até o Luigi Ferraris e garantiu mais três pontos – foi a quinta vitória fora de casa.

Isso não é pouco. Os 30 pontos já conquistados e a proximidade com a ponta da tabela fazem a torcida sonhar. Sobretudo depois de ver Marek Hamsik, ou Marekiaro, para os mais chegados, marcar o gol decisivo contra o Genoa, numa cabeçada sem defesa para o goleiro Eduardo.

Mesmo sem Lavezzi, o Napoli mostra um futebol de gente grande. Se Cavani não brilha, lá está Marekiaro. Injustiça, porém, falar apenas dele. Mazzarri acertou este time como uma dona de casa faz toda segunda-feira em seu lar. O Napoli dominou o meio de campo no primeiro tempo e, quando isso acontece, o Genoa tem dificuldades para chegar ao gol do adversário.

O time rossoblú só foi crescer na segunda etapa. Rafinha e Criscito, porém, não conseguiram grandes coisas pelas alas, embora este último tenha parado Maggio. Rudolf e Mesto deram uma pequena esperança de empate aos torcedores, mas a noite era do Napoli. Não foi uma partida perfeita, mas o suficiente para colocar três pontos no bolso.

O scudetto talvez seja um sonho muito caro para se realizar, mas uma classificação para a Liga dos Campeões é uma tarefa totalmente possível para o Napoli. Não posso dizer o mesmo sobre o Genoa, um time que eu botava fé antes do começo da temporada. Botava. 

Éder Fantoni
@ederfantoni

A diferença é de quem faz

Com um mega atraso, aqui estão os melhores lances do jogo entre Genoa e Inter, que foi disputado na sexta-feira. E o vídeo é claro para mostrar o que foi a partida. Exibição convincente do Genoa, certo? Até certo ponto. Faltou fazer gol. E quem decidiu foi Muntari. Sim, Sulley Muntari. Ele mesmo.

Mas o ganês deve agradecer e muito o goleiro Eduardo. Que frango horrível. Decisivo. O Genoa atacou e atacou, mas não foi a lugar nenhum. A grande diferença foi que a Inter marcou. Vitória importante para o time interista, que agora foca a Liga dos Campeões. 

Éder Fantoni
@ederfantoni

B & B

Borriello no primeiro tempo. Brighi no segundo. E a Roma vai a oito pontos. O time giallorosso bateu o Genoa por 2 a 1 e conquistou sua segunda vitória no Campeonato Italiano. Destaque vai para quem? Borriello (calando Fantoni) e também para Totti, que fez um ótimo primeiro tempo.

O ex-atacante do Milan, com sua força física, fez a diferença no ataque – convenhamos. A defesa do Genoa deixou espaços e facilitou as ações ofensivas da Roma, sempre muito bem trabalhadas por Totti. Taddei voltou depois de mais de dois meses fora e foi bem também.

O time gialloblú poderia ter tido uma sorte melhor, mas faltou mais criatividade no ataque. Toni lutou, mas não conseguiu passar por Lobont – no entanto, mostrou que é muito mais útil do que Adriano. Três pontos importantes para a Roma. O Genoa ainda não embalou. 

Éder Fantoni
@ederfantoni

Sempre com Ibra

Ibradependência

Nos últimos quatro jogos do Milan, Ibrahimovic marcou quatro gols. Foi decisivo na vitória sobre o Auxerre, pela Liga dos Campeões, garantiu o empate contra a Lazio, fora de casa, e agora fez o tento do triunfo sobre o Genoa, neste sábado, por 1 a 0, pela quinta rodada do Campeonato Italiano.

Os três pontos levam o Milan para a provisória quarta colocação. Depois de um primeiro tempo fraco, o time rossonero melhorou no segundo, muito por causa da distração do Genoa, que continua com apenas uma vitória na Série A. O time de Gasperini vai mal.

O jogo

Depois de dois jogos com o Milan em ponto morto, Massimiliano recorreu a Robinho na ponta direita, com Boateng cada vez mais prestigiado no meio de campo. Mas pela terceira partida consecutiva, o time rossonero decepcionou no primeiro tempo. Aquela velha história:

Falta criatividade, velocidade, variações de jogadas, visão de jogo etc. Quando Ronaldinho recebe uma marcação forte pelo lado esquerdo, o Milan demora em achar uma solução para atacar. Dinho não acertou praticamente um drible na partida. Difícil jogar com quatro metros de espaço no canto do campo.

Robinho? Só podemos avaliá-lo pelo segundo tempo. O Genoa tinha Luca Toni e Palacio na frente. Mas dessa vez a defesa rossonera mostrou mais equilíbrio justamente com o apoio de Gattuso na marcação – grande partida de Rino.

Por incrível que pareça, o Genoa teve as duas melhores chances nos 45 minutos iniciais. Primeiro com Palacio, que cruzou e Abbiati espalmou na trave. Depois com Chico, de cabeça, em que Abbiati respondeu com uma superdefesa. Mas no segundo tempo finalmente uma estrela do Milan brilhou: Pirlo – em parceria com Ibra.

Grande lançamento de Andrea e toque sutil do sueco por cima do goleiro Eduardo. O Milan tem qualidade para lances como esse. Só precisa saber utilizar essas jogadas, coisa que não conseguimos ver habitualmente. O time de Allegri jogou mais solto na segunda etapa – como deve ser.

E melhorou ainda mais com a entrada de Seedorf no lugar de Ronaldinho e com Robinho jogando pelo lado direito. Só faltou sair mais gols. O Genoa, que contratou muito para a temporada, não colhe os frutos em campo e decepciona. No Milan, Gattuso deu mais equilíbrio ao meio de campo e Ibrahimovic foi mais uma vez decisivo. 

Éder Fantoni
@ederfantoni