Milan na cabeça

É verdade. Para vencer, é preciso usar a cabeça. Pensar. Não necessariamente. É preciso também um bom aproveitamento nos cruzamentos. Perfeito para o Milan. O time rossonero usou e abusou das bolas cruzadas na área e bateu a Roma com três gols de cabeça: Ibra (2) e Nesta. A Roma caiu mais uma vez no Olímpico. Segunda derrota consecutiva no Campeonato Italiano. O Milan, ao contrário, conheceu seu quarto triunfo seguido. E viu Luis Enrique perdoar Tassotti…

Éder Fantoni
@ederfantoni

Os dois lados (iguais) da moeda

O jogo entre Inter de Milão e Roma, no sábado, no San Siro, foi aquilo que já esperávamos. Vimos que uma moeda tem dois lados iguais. Ambos os clubes trocaram recentemente de técnico e estão pagando ainda pela falta de conjunto e entrosamento. Ah, e reforços, claro.

No caso da Roma, os dois primeiros fatores estão pesando mais. Porque DiBenedetto gastou 78,6 milhões de euros (R$ 182 milhões) no mercado. Mas Luis Enrique ainda não achou o “feeling” da equipe. Resultado: eliminação precoce na Europa League e uma derrota e um empate na Série A.

Gasperini está sentindo na pele o que é dirigir a Inter. O discurso no momento é: “Estamos tomando forma partida após partida. Estamos crescendo”, disse Gasp. Ok, mas para ganhar do Trabnãoseioque, o time aqui do meu bairro ganharia, meu caro.

Vale lembrar que os nerazzurri perderam Eto’o e não trouxeram nenhum grande substituto. Preocupante. Inter e Roma ainda procuram o melhor caminho a trilhar. Mas que não demore muito, por favor.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Plano Barça já em dúvida

Todos querem ser um Barcelona. A Roma não é diferente. Para isso, trouxe Luis Enrique. Mas o treinador, pelo menos até agora, não mostrou absolutamente nada de diferente do que já fez Ranieri ou Montella. E já começam a surgir as dúvidas sobre o seu trabalho.

O time giallorosso deu um vexame na Liga Europa: foi eliminado pelo… Nem lembro. Na primeira rodada do Campeonato Italiano, perdeu para o Cagliari, como você pode ver no vídeo acima. Luigi Cagni, ex-técnico de Parma e Empoli, entrevistado pela Rádio Ies, disse o seguinte em relação a Luis Enrique:

“Não trouxe nenhuma novidade. Não há novidade no futebol. Luis Enrique não trouxe posse de bola. Nem mesmo a pressão. Sacchi já fazia isso. O erro jornalístico foi ter feito Luis Enrique um fenômeno capaz de trazer novidade. Os treinamentos que ele faz, eu fazia há trinta anos”.

Não gosto dessa avaliação imediata. O treinador espanhol precisa de tempo. Mas a Roma não pode sair da Liga Europa da forma que saiu. Isso é inadmissível. Ainda depois, jogou mal contra o Cagliari. De todo modo, é preciso agora dar tranquilidade a Luis Enrique. E dizer também que o futebol italiano não é o espanhol. Por isso não adianta trazer tudo que a Espanha tem. Nem tudo vai funcionar.

“Na Itália não se pode jogar o futebol espanhol. Nós temos uma cultura diferente. Mas não nós treinadores ou os jogadores. A cultura é diferente, o torcedor é diferente. O Campeonato Espanhol na Itália não teria o mesmo sucesso. A agressividade, tudo bem, mas nós queremos os ataques velozes, a conclusão mais rápido possível”, completou Cagni.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Sem gols, mas com o scudetto no bolso

Bastava um empate. E assim foi. Sem gols. Mas com muita festa na capital italiana. Como em 2003/04, o Milan conquista um título em uma partida contra a Roma. O time giallorosso até que resistiu bem, esteve perto da vitória, mas essa temporada é do Milan.

Maximiliano Allegri levou todos os seus jogadores para o Olímpico. O gol parecia apenas um detalhe. A equipe, de fato, não fez um grande jogo, embora tenha criado grandes ocasiões, com Pato e Boateng. Do outro lado, Abbiati garantiu o resultado.

Um goleiro muito criticado, não por menos em alguns instantes, mas decisivo em muitas partidas, como esta no Olímpico. Os melhores momentos do jogo estão no vídeo acima. Festa rossonera. O Milan é campeão.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Como em 2003/04?

2 de maio de 2004: num jogo contra a Roma, no San Siro, em um domingo ensolarado, o Milan comemorava o seu último scudetto, depois de uma vitória por 1 a 0 sobre o time da capital, com um gol de Shevchenko, a um minuto de jogo.

Sete ano depois, contra a mesma Roma, mas dessa vez no Olímpico, o Milan pode sair da fila e comemorar o seu 18º título do Campeonato Italiano. Basta um empate. Para recordar o dia 2 de maio de 2004, veja o vídeo acima.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Giallo… Rosi

Bari 2 x 3 Roma
Bentivoglio (B), Totti (2) (R), Huseklepp (B), Rosi (R)

Haja coração, giallorossi! Que partida maluca. O Bari, já rebaixado, teve grandes chances para sair do San Nicola com a vitória, mas viu que esta temporada já foi. Melhor para a Roma. O time da capital venceu com um gol no último suspiro, com nove jogadores em campo. E teve recorde. De Totti, claro.

O jogador marcou dois gols, chegou à marca de 206 no Campeonato Italiano e passou Roberto Baggio, que tem 205. Totti ainda perdeu um pênalti. Não faz mal. A Roma segue firme na luta por uma vaga na Liga dos Campeões, a um ponto da Lazio, quarta colocada. Mas o time biancoceleste joga nesta segunda-feira contra a Juventus.

Éder Fantoni
@ederfantoni

Casa mal-assombrada

Roma 2 x 3 Palermo
Totti (R), Pinilla (P), Hernandez (2) (P), Vucinic (R)

Parece que o estádio Olímpico não faz bem ao time da Roma de Montella. Nos últimos quatro jogos, foram duas derrotas, um empate e apenas uma vitória. Eu pensava que a equipe giallorossa fosse engrenar neste fim de campeonato, sobretudo depois da vitória pra cima da Udinese, em Udine – ah, foi em Udine.

Uma derrota que deixa o time da capital longe da classificação para a Liga dos Campeões. A história poderia ter sido outra caso o atacante Vucinic tivesse acertado o pé torto dele. Hernandez mostrou como se faz. Festa rosa no Olímpico.

Éder Fantoni
@ederfantoni

No embalo de Francesco

Udinese 1 x 2 Roma
Totti (2) (R), Di Natale (U) 

No embalo de Francesco Totti, a Roma segue… segue sonhando com a Uefa Champions League. Il capitano abriu o placar como Rogério Ceni não conseguiu fazer contra o Santa Cruz. Depois do susto provocado por Di Natale, Totti, no último instantes, levou Carlo Zampa à loucura – veja o vídeo. Com o resultado, o time giallorosso está a três pontos da Udinese, quarta colocada. O sonho Champions está vivo.

Éder Fantoni
@ederfantoni

No Buffon? No problem

Roma 0 x 2 Juventus
Krasic (J), Matri (J)

A Roma tinha uma chance de ouro para se aproximar da vaga na Liga dos Campeões, mas Storari, Krasic e Matri estragaram tudo. Sem Buffon, a Juve se garantiu exatamente com o seu goleiro reserva. Storari foi decisivo ao fazer pelo menos três grandes defesas na primeira etapa.

De Rossi, Vunicic e Totti não foram suficientes para evitar o tropeço em pleno estádio Olímpico. Grande orgulho juventino. Uma vitória que recoloca o time na luta pelas vagas nos torneios da Europa. Os bianconeri estão a oito pontos da Udinese, quarta colocada, e a dois da própria Roma, sexta.

Éder Fantoni
@ederfantoni